Brechó

Afinal, porque brechó? | Quem é a Xs

Oi. De novo. Como vai você? Tudo certo por aí? E a família vai bem? Nossa, conheci fulana pequenininha e já deve estar uma moçona. Jura? Faculdade já? Eu devo estar muito velha, já não devo mais entender nem a gíria dessa garotada. Garotada é coisa de tia? Melhor usar galera?

O que importa é que estou aqui na porta de casa, te esperando com café e bolo lá dentro. Te recebendo com um sorrisão e um aperto de mão, mas só pra rimar, que eu gosto mesmo é de receber com abraço. Depois de conhecer muita gente lá no YouTube, cá estou na minha casinha, vulgo meu blog.

Meu blog foi criado lá em 2011. Sim, já faz um tempinho que o Diga Xs nasceu e tenho certeza que muita gente conheceu ele bebê e hoje ele é esse moção.
Hoje ele tem insta, tem youtube, tem facebook e tem até fã (ué, qual o problema de dizer que minha mãe é minha fã?). O boy, que está comigo desde antes do Diga Xs, acreditou que essa matraca aqui poderia fazer um trabalho legal no youtube e se ele acreditou, eu acreditei também.

– Vamos mostrar os brechós?
– Vamos mostrar como alguns são desarrumados?
– E se a gente mostrar achados BA-FO que dá pra fazer MESMO no meio da bagunça?
– E SE a gente ainda mostrasse a causa que está atrás desses bazares e brechós?
– E SE MÓ GALERA PUDESSE IR TAMBÉM?

~ se você me conhece, sabe que quanto mais empolgada vou ficando, mais eu grito. Logo, a conversa é assim mesmo ~

Ops, textão. Desculpa, mas é meixmo.

Depois que o Diga ganhou voz lá no Youtube chegaram muitas pessoas lindas por lá e percebi que, talvez, eu não tivesse me apresentado direito.
Então, vamos lá:

Oi, eu sou Stella, sou formada em Publicidade e Propaganda e trabalho na área, sou Diretora de Arte e trabalho das 9h às 19h em dias normais, mas se você conhece a publicidade, sabe que muitas vezes entro as 7h30 e saio às 00h47 sem almoçar, coisas da profissão. Bom, nas horas vagas, dou pinta de blogueira.

Sempre fui apaixonada por moda, cheguei a cursar algum tempo, adoro pesquisar tendências, ver looks, seguir blogueiras de moda, visitar site de marcas pra ver como algumas peças são usadas, adoro olhar o que as pessoas vestem a minha volta, entender porque vestem e como vestem. O que tem tudo isso? Tem que até sem perceber, a Stella é assim: ou tá rindo, ou tá falando de comida ou tá falando de roupa.

Mas, afinal, porque brechó?

Agora sim, chegamos ao ponto. Desde muito cedo vou aos brechós com a minha mãe, que aliás tem muito pra contar sobre isso e quem sabe um dia a gente conte juntas, mas pra não estender muito o assunto, sempre fui com ela nos brechós e conforme mais velha fui ficando, mais me apaixonava por moda e mais delirava com o fato de comprar roupas boas, que compunham meu estilo, minha personalidade por um preço que eu, estagiária, podia pagar.

E aí começou o “Nossa Xs, que linda essa bota” e meu sorriso já estampava a cara e já tascava um “LINDA MESMO, paguei R$3” e isso se tornou constante, tão constante que nasceu sem pretensão, o Diga Xs. Quando me dei conta, tinha decidido que o Diga Xs seria look de blogueira com roupas de brechó. Ué, porque só quem tem dinheiro pra não passar vontade na frente da vitrine pode ser blogueira? Quem disse que pra se vestir bem tem que desembolsar uma grana? Quem disse que só tem roupa de morto em brechó? Quem disse que não pode contar pros outros que pagou R$1?

Eu disse que não, eu disse que eu posso ter looks lindos comprados em brechó, eu disse que eu posso ter as marcas que eu mais gosto no meu guarda-roupa sem me endividar por isso, eu disse que posso ir pra qualquer lugar com roupa de R$1, eu posso usar brechó sem cara de vovó e isso, se eu quiser.

Empoderamento através das roupas, porque não?

Afinal é por isso que é brechó, porque eu acredito que todos podem ter acesso à roupa boa, todos podem sentir prazer na hora de se vestir, acredito que ninguém precisa invejar blogueira, invejar vitrine, é possível ter acesso a tudo isso.

É isso.

Quem vem comigo?

Comentários: