Food

Mocotó – Bar e Restaurante

Não sei se você já botou reparo, mas o ali em cima no menu do Diga Xs tem uma parte só de comida que eu pretendo explorar mais, a começar por hoje, agora, now.

Depois de conhecer o boy, meu paladar melhorou 100%, não existe nada de “não gosto”, “não como” e muito menos “não vou experimentar”. Cara feia, pra nós, é fome.

Tudo isso pra dizer que eu aprecio nossa comida e que hoje vou falar do Mocotó, que conhecemos através do livro do Thiago Castanho, que conhecemos lá no Remanso do Bosque e isso será outro post.

Desde que fomos pra Belém nos apaixonamos cada vez mais pela culinária desse nosso Brasil-sil-sil até que um belo dia o boy testou a receita de Dadinhos de Tapioca, uma iguaria criada pelo chef Rodrigo Oliveira numa das páginas do colorido livro “Cozinha de Origem”. Fizemos, provamos e amamos, agora faltava conhecer o original.

O restaurante fica na Vila Medeiros em São Paulo ao lado do Esquinha Mocotó, também do chef. Quando você escolhe ir no Mocotó até o Google te avisa que é longe e que sempre há fila, ele não mentiu.

Ainda na fila é possível ir pedindo petiscos, cerveja e caipirinhas, aliás se você tem uma queda por caipirinhas é bom não estar dirigindo porque a cada copo que passa na sua frente, a vontade é pedir uma também, ao melhor estilo “moço, moço, do que é essa caipirinha aí?” “De pitaya com abacaxi” “Pode trazer uma” e assim vamos provando desses lindos copos coloridos.

O cardápio não é uma longa lista de pratos, ou seja, eles sabem muito bem o que estão fazendo. Pedimos de tudo um pouco: vaca atolada, favada, escondidinho de carne seca, baião de dois, dadinhos de tapioca e chips de mandioca.

A comida é muito saborosa e condimentada, um breve relato:
– A favada é muitíssimo bem temperada e o sabor do coentro deixa o prato com aquela vontade de comer mais
– O baião de dois é impecável
– O escondidinho tem um gratinado que pelo amor
– A vaca atolada é bem diferente da que eu conhecia, mas a versão rendeu suspiros, ela é servida com tomate cereja e azeitonas, mas nem a carne, nem a mandioca estavam desmanchando
– Os dadinhos de tapioca, por incrível que pareça, eu preferi os do boy. Explico: os do boy tinham mais queijo e eram menores, mas é claro que os do Mocotó eram maravilhosos

UAU! Que texto enorme, mas espero que tenham degustado ele devagarinho, assim como eu caprichei pra escrever.

E pra fechar, Mocotó vale a visita e não deixe de provar as caipirinhas e os dadinhos de tapioca 😉

Agora claro, o momento das fotos.

  IMG_3753 IMG_3757 IMG_3857 IMG_4029
IMG_3718
Beijoxxx.
Comentários: