Look

Compras que valem a pena

Algumas compras valem a pena e algumas experiências valem ser compartilhadas.

É o caso do post de hoje, você que acompanha o DigaXs sabe que eu compartilho os brechós ou bazares que vão rolar e os brechós que funcionam diariamente. Bom, pra quem acompanha mais de pertinho, sabe que um dos meus bazares favoritos, se não o favorito, é o da Creche Menino Jesus de Praga.
Já postei inúmeras vezes como funciona o bazar e a qualidade das peças que se encontra por lá, a creche é uma entidade beneficente e conta com a ajuda de projetos sociais, doações, parcerias com órgãos públicos e privados, destinação do imposto de renda e os eventos que eles mesmos organizam, incluindo o bazar. Logo, não preciso nem dizer que a creche ajuda crianças carentes e também suas famílias quando se trata de desenvolvimento social, educação, higiene, saúde, etc, etc, etc. (Se você ficou interessado ou curioso pra conhecer melhor sobre eles, está tudo aqui ó)

Além das informações acima, no dia do evento alguns funcionários contaram que a C&A (principal doadora das roupas pra esse bazar) começou a doar para outras instituições também, afinal todos precisam de uma ajuda, certo? Acontece que com essa divisão, a creche colocou menos peças da C&A e intercalou com outras peças, algumas usadas e outras não. A experiência que eu vou compartilhar é que na fila ouvi muitas pessoas reclamando da qualidade/variedade dos produtos ofertados, vale lembrar que os valores fixos são de R$3 a R$20 com ressalva de algumas peças, como casacos que estavam por volta de R$50.

Ouvi de “está muito caro” até “não tem nada de bom”, o esquema é aquele de sempre: fica na fila, entram de 15 a 20 pessoas, ficam de 15 a 20min, paga e um beijo. As pessoas iam saindo e reclamando e contagiando as pessoas da fila, foi se criando um preconceito bem ali na fila mesmo, reclamando antes de ver o que tinha. Eu, rata de garimpo, fiquei mais curiosa ainda e queria ver o que tanto estavam reclamando.

Entrei.

Fiz a melhor compra da minha vida.

Desde que eu frequento esse bazar já sei que as peças têm defeitos, vai de você avaliar se vale a pena arrumar em casa ou não. Comprei 12 peças ao total e gastei R$110, comprei vestidos, calças, bolsas e sapatos. Realmente, tinham peças usadas, no caso, eu comprei uma calça da YSL (yes baby, original) faça uma pesquisa rápida e digite no google “calça YSL” e me conte o preço. Pois é, de R$5.000 a R$7.000 né? Pois é!

Bom, pra garimpar bem é preciso ter os olhos atentos e se despir dos preconceitos pra vestir roupas incríveis. Eu não tenho sorte ou só eu que acho, é que eu não vejo problema em usar roupa usada ou problema em costurar um furinho na minha blusa. Ah, só pra fechar com chave de OURO, a Lele arrasou nas fotos do ensaio com o vestido que comprei lá e paguei R$10 com a bolsinha clutch que paguei R$15.

IMG_3490 IMG_3543 IMG_3540 IMG_3539 IMG_3505 IMG_3501 IMG_3500

Ah, depois que eu comprei o vestido, a Marina Ruy Barbosa postou uma foto usando um vestido muito parecido, olha só:

Captura-de-Tela-2015-07-20-às-12.00.57

É isso gente, a minha dica pra garimpar é ir de olhos e coração aberto, tenho certeza que a peça que você quer está lá, basta procuarar e fuçar. Se quiser ajuda, Diga Xs que eu vou te ajudar.
Beijoxxx.

Comentários: