Look

Praticando o apego

Dia das mães é dia de juntar a mulherada pra dar os parabéns pela família que construíram, dia de comer lasanha na casa da vó ou da tia, aquele dia gostoso que podia demorar mais ainda pra passar. Dia que junta as primaiada toda e começa ver foto antiga, “olha como sua mãe era” “olha como você era pequenininho” “jesus, que cabelo é esse?” “essa calça alta favorecia a cintura, olha lá, sem nenhuma gordurinha”, que atire a primeira pedra quem nunca passou por isso!

Eu acho delicioso esse exercício de ver foto antiga ouvindo as histórias e eis que domingo passado, mais conhecido como dia das mães, rolou uma sessão nostalgia e eu fui me deliciando com histórias, fotos e roupas, pois é, muitas roupas que eu queria usar hoje, agora, pra já! Como sei que a moda volta, vou aguardar as camisas curtas e vestidos de noiva plissados.

Foto vai, foto vem, mais eu ouvia da minha mãe e da minha tia “sua vó que fez”, até que minha tia levanta, vai pro quarto e me traz algumas peças costuradas pela vó, a linda vó Nória! Todas com o selo “jamais desapegarei dessas”, é me deixa, hoje estou abusando das aspas.

Voltando, sem desapego, mas com muito compartilhamento, eu mais do que depressa vesti a peça que achei mais bonita e trouxe pra vocês verem, curiosamente fotografamos numa linha de trem e me fez pensar que todos os caminhos se cruzam, as histórias vem e vão e estamos aqui só de passagem.

Como eu estou chorando pra escrever e sei que minha mãe está chorando pra ler, vamos as fotos, pra dar uma cor! Até porque a peça é linda e um dia de frio e sol deve ser comemorado!

IMG_1647 IMG_1647-2 IMG_1647-3   IMG_1652 IMG_1654 IMG_1659 IMG_1664 IMG_1666 IMG_1670

 

E se eu estivesse no albúm antigo? Será que seria assim?

IMG_1649-5IMG_1647-4

Tem roupa que custa baratin baratin e tem roupa que não tem preço, tem coisa que não dá pra desapegar!
BeijoX

 

Comentários: